O gabinete de estatísticas da União Europeia divulgou seus números mais recentes relativos às novas cidadanias concedidas nos 28 países analisados. Entre eles, Portugal tem a terceira maior taxa de naturalização —relação entre cidadanias concedidas e a população estrangeira total no início de cada ano—, atrás apenas da Croácia e da Suécia.

Os brasileiros lideram a lista de naturalizações no país se Camões, respondendo por 31,7% de todos as cidadanias concedidas.

Ao todo, 7.800 brasileiros se tornaram portugueses em 2016, uma alta de 23,8% em relação a 2015, quando cerca de 6.300 brasileiros se tornaram também cidadãos de Portugal.

Ao todo, 21,5 mil brasileiros pediram a cidadania de algum dos 28 estados analisados, o que nos coloca como a décima nacionalidade que mais fez este tipo de requisição.

A lista, no entanto, é liderada com folga pelos marroquinos, com 101,1 mil naturalizações. Albânia e Índia completam o top 3, com 67,5 mil e 41,7 mil novos europeus, respectivamente.

Entre os brasileiros que pediram cidadania europeia em 2016, 36,6% adquiriram a nacionalidade portuguesa, seguidos por 27% na Itália e 15% na Espanha.

MAIS EUORPEUS

O novo relatório revelou que, após dois anos de queda, as concessões de nacionalidade voltaram a subir na UE em 2016, com quase 1 milhão de novos europeus.

As 994.800 nacionalidades concedidas representam uma alta de 18% com relação ao ano de 2015.

Mais Ora Pois

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here